Como abrir uma empresa? Tudo que você precisa saber!

Quer saber como abrir uma empresa? Neste artigo você aprenderá em detalhes todo o processo de abertura de empresa.

Saiba que para abrir uma empresa, é preciso ter bastante planejamento e conhecimento sobre as questões burocráticas para se tornar um empresário no Brasil. Por isso, a maioria dos empreendedores que querem abrir um negócio contratam um serviço de contabilidade para realizar o processo de abertura da empresa.

O mais importante é que todas as etapas sejam seguidas corretamente e que o empreendedor faça as melhores escolhas para sua empresa, como a escolha certa para o regime tributário, o tipo de sociedade ideal, o porte da empresa, entre outras questões. 

Além disso, é importante não deixar nenhuma etapa burocrática pendente. Afinal, você não vai querer problemas fiscais ou legais para sua empresa. Por isso, trouxemos neste artigo tudo que você precisa saber sobre como abrir uma empresa. Sendo assim, veja a seguir todos os detalhes dessa operação, incluindo quanto custa e o passo a passo completo.

Quanto custa abrir uma empresa 2021?

Quanto custa abrir uma empresa 2021
Quanto custa abrir uma empresa 2021

A primeira coisa que você precisa saber sobre a abertura de empresa é quanto custa abrir uma empresa

Se você escolher abrir sua empresa sozinho, os custos serão menores. Você terá apenas que pagar as taxas cobradas para abrir sua empresa.

Contudo, se optar por realizar o procedimento de abertura de empresa com um serviço de contabilidade, os custos podem ir de R$ 1.000,00 a R$ 1.500,00. 

Lembrando que para abrir uma empresa é preciso ter conhecimento e saber lidar com questões burocráticas. Afinal, os processos de abertura de empresa no Brasil são lentos, burocráticos e exigem know how que os escritórios de contabilidade já possuem.

Por isso, se você não quiser enfrentar toda essa burocracia, o serviço de contabilidade pode ser fundamental.  

Felizmente aqui na Fica Tranquilo você não precisa pagar pelo serviço de abertura de empresa. A Fica Tranquilo oferece esse serviço de abertura de empresa gratuitamente, com toda consultoria online que você precisa e atendimento 100% humano. 

Em todo caso, você ainda terá os custos com os órgãos públicos, como mencionado anteriormente. Nesse caso, saiba que a Junta Comercial costuma cobrar entre R$ 71,00 e R$ 351,00 pela abertura de empresa. A emissão do alvará de funcionamento pode ter um custo entre R$ 120,00 e R$ 753,00. Por fim, o valor cobrado pela Prefeitura varia muito de acordo com cada município. 

Procedimento para abrir empresa passo a passo

O procedimento para abrir uma empresa passo a passo consiste em seguir uma sequência de etapas fundamentais que você encontrará logo abaixo. 

  1. Escolha o nome da sua empresa e o modelo de negócio;
  2. Contrate um serviço de contabilidade para te ajudar nesse processo;
  3. Defina qual será o tipo da empresa, podendo ser MEI, ME, EPP, Médio porte ou Grande porte;
  4. Defina qual será o Regime Jurídico da sua empresa, podendo ser EI, EIRELI ou LTDA;
  5. Decida qual ou quais serão as atividades exercidas por sua empresa;
  6. Descubra qual será o regime tributário da sua empresa, podendo ser Simples Nacional, Lucro Real ou Lucro Presumido;
  7. Faça o Contrato Social, caso haja participação de sócios;
  8. Reúna todos os documentos exigidos para registrar sua empresa na Junta Comercial;
  9. Caso seja necessário, obtenha o alvará de funcionamento e localização;
  10. Faça a Inscrição Estadual da sua empresa.

Essas são todas as etapas de como abrir uma empresa, seja por conta própria ou por meio do serviço de contabilidade. A diferença é que no primeiro caso, você terá que cuidar de todo o processo e no segundo, quem cuidará de tudo isso para você é o contador. 

De qualquer forma, veja a seguir algumas particularidades do procedimento para abrir uma empresa e informações valiosas que você precisa saber. 

Tipo de empresa

Uma das decisões mais importantes é o tipo de empresa que você pretende abrir. Isso porque essa decisão impactará diretamente em outras, como a escolha do regime tributário, por exemplo. 

Os tipos são: Microempreendedor Individual (MEI), Microempresa (ME), EPP (Empresa de Pequeno Porte), empresa de médio porte ou empresa de grande porte. O mais comum é que as empresas iniciem em um dos três primeiros tipos de empresa e vão subindo gradualmente, conforme o crescimento do negócio. 

A escolha do tipo de empresa deve ser baseada no número de funcionários que serão contratados, do tipo de negócio, das atividades que serão exercidas pela empresa, ou seja, em uma série de fatores. 

Lembrando que cada tipo de empresa possui suas limitações, regras e outras particularidades para que a empresa possa aderir ao modelo empresarial. 

Regime Jurídico

Além de definir qual será o tipo de empresa, é importante decidir o Regime Jurídico que sua empresa irá aderir. Caso você não saiba, Regime Jurídico é a definição da forma como sua empresa é constituída.

Isso se aplica a questões como sócios, capital social e a participação de cada um na empresa. 

Sendo assim, saiba que essa é uma decisão de grande importância e que deve ser tomada com muita cautela. Em todo caso, veja a seguir quais são os tipos de Regime Jurídico e suas principais características:

 

  • Empresário Individual (EI) – esse regime define que você é o titular da sua empresa, sem a participação de sócios ou de outra empresa. Nesse caso, sua pessoa física responde pela jurídica, podendo ter o patrimônio pessoal afetado, caso sua empresa fique endividada. Nesse modelo, é exigido no mínimo R$ 1.000,00 para o capital inicial. 

 

  • Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI) – parecido com o regime anterior, o EIRELI permite que você seja o único dono da empresa, mas define uma responsabilidade limitada para que seu patrimônio pessoal não seja afetado pela pessoa jurídica. Nesse caso, o capital social exigido é de no mínimo R$ 99.800,00. 

 

  • Sociedade Limitada (LTDA) – esse outro regime é utilizado por empresas que possuem sócios. Nesse caso, o valor investido por cada sócio define a participação de cada um deles na empresa. Além disso, a responsabilidade de cada um deles é limitada ao valor investido no capital social. Nesse regime o capital social mínimo também é de R$ 1.000,00. 

Atividade empresarial

Outra decisão muito importante e que tem um grande impacto é sobre a atividade empresarial. Definida por meio da Classificação Nacional de Atividade Econômica, mais conhecida como CNAE, a atividade empresarial será fundamental para saber quais impostos são aplicáveis, entre outras coisas. 

As empresas podem ter mais de uma atividade empresarial, mas cada negócio precisa ser uma atividade principal. Sendo assim é preciso avaliar a atividade principal da empresa e as atividades complementares.

Saiba que cada uma das atividades possui um código CNAE.

Você pode conferir todas as classificações e os códigos através dessa tabela

Regime tributário

Após definir todas as questões anteriores, você poderá escolher o regime tributário. Ou melhor, entender qual regime tributário é a melhor opção para sua empresa.

Atualmente há três modelos, sendo eles: Simples Nacional, Lucro Real e Lucro Presumido. Cada um possui suas características e aplicações. Veja a seguir um resumo de cada um.

  • Simples Nacional: Simples Nacional é o modelo tributário simplificado que pode ser aderido por Microempreendedores Individuais, Microempresas e Empresas de Pequeno Porte. O faturamento anual máximo permitido para essa classificação é de R$ 4,8 milhões. Esse regime reúne de forma simples e unificada todos os impostos federais, estaduais e municipais de cada empresa. 

 

  • Lucro Presumido: Lucro presumido é o modelo tributário aplicado às empresas de médio e grande porte, dependendo do faturamento anual. Esse regime tem como limite de faturamento anual o valor de R$ 78 milhões. Nesse caso, os impostos não são unificados e possuem alíquota que varia de 12,33% a 16,33%, tendo como base o lucro presumido da empresa. 

 

  • Lucro Real: é o modelo tributário que considera o lucro real para definir a alíquota para a arrecadação tributária. Neste modelo, é exigido faturamento anual superior ao valor de R$ 78 milhões. As alíquotas para arrecadação variam de acordo com o faturamento e as tributações aplicadas. 

Conclusão

São muitas as etapas de como abrir uma empresa. Por isso, se você está pensando em dar esse passo e formalizar o seu negócio, é importante obter ajuda especializada.

Aqui na Fica Tranquilo realizamos abertura de empresa grátis e auxiliamos com toda a consultoria necessária para a contabilidade do seu negócio.

Conheça mais sobre nossos serviços e veja como você pode desburocratizar a contabilidade do seu negócio com o serviço de contabilidade digital.

Nós oferecemos o melhor suporte online com contadores 100% humanos e auxiliamos todo tipo de empresa em seus processos contábeis.