Como transformar uma remuneração CLT em PJ?

Para transformar sua remuneração CLT em PJ é preciso considerar todos os benefícios que você receberia caso tivesse carteira assinada, e também as despesas necessárias para manter o seu CNPJ.

Nesse conteúdo, vamos explicar em detalhes todos os valores que você precisa considerar para transformar sua remuneração CLT em PJ de forma lucrativa.

Como funciona o trabalho em regime PJ?

O regime de trabalho PJ tem crescido muito nos últimos tempos, chamando a atenção de muitas empresas e também de profissionais CLT.

No caso das empresas, a economia de impostos e a flexibilidade para contratação de mão de obra, são os principais itens levados em consideração. 

Por outro lado, para os profissionais, a flexibilidade de horários, maior autonomia e remuneração dos contratos PJ são os itens que mais chamam atenção.

Mas afinal, você sabe como funciona um contrato de trabalho PJ? Qual a diferença entre PJ e CLT?

CLT: No regime CLT, as empresas contratam funcionários com registro em carteira de trabalho relação contratual guiada pela Consolidação das Leis Trabalhistas.

Sendo assim, os funcionários CLT, devem receber remuneração não inferior ao salário mínimo, férias, 13º salário, FGTS, dentre outros itens. 

No entanto, os trabalhadores CLT, também ficam subordinados ao cumprimento de carga horária rígida e a hierarquia no ambiente de trabalho.

PJ: No modelo PJ, a contratação não segue as diretrizes da CLT, mas sim, as normas estabelecidas em um contrato firmado entre a empresa contratante e o PJ contratado.

Sendo assim, quem trabalha como PJ, precisa abrir mão de benefícios, como 13o salário, férias e FGTS.

Por outro lado, o profissional PJ pode obter remunerações maiores, não fica subordinado à hierarquia profissional e possui mais flexibilidade e autonomia de horários.

Diante disso, não restam dúvidas, para quem busca maior independência e flexibilidade, os contratos PJ são a melhor opção.

Como transformar CLT em PJ?

Você já sabe que migrar sua carreira do vínculo CLT para PJ pode ser uma excelente opção e garantir importantes benefícios.

No entanto, antes de tomar qualquer decisão em relação ao assunto, é fundamental que você saiba como transformar uma remuneração CLT em PJ.

Para calcular uma remuneração justa como PJ, considere os seguintes itens:

  • Valor da sua remuneração mensal;
  • 1/12 avos referentes a férias;
  • 1/12 avos referentes a 13º salário;
  • FGTS e INSS;
  • Impostos.

Com base nos itens listados acima, como profissional PJ, você precisa cobrar dos contratantes uma remuneração em média de 30% a 50% superior ao que receberia como CLT.

Sendo assim, se você recebia como CLT R$ 2.000,00 deve considerar aceitar contratos PJ que ofereçam algo entre R$ 2.600,00 a R$ 3.000,00 mensais.

Conheça nossa calculadora CLT x PJ

Faça simulações gratuitas e descubra quanto cobrar em seus contratos PJ com a ajuda da nossa calculadora!

A Fica Tranquilo Contabilidade desenvolveu uma calculadora CLT X PJ, gratuita e online, clique aqui e confira.

Abra o seu CNPJ gratuitamente com o apoio do nosso time de contadores, escolha um dos nossos planos!