O que de mais importante eu preciso saber sobre a Lei da Terceirização?

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
A lei da terceirização (Lei 13.429) sancionada em março de 2017 pelo presidente em exercício Michel Temer altera as disposições da lei 6019 de 1974 e dispõe sobre novas relações de trabalho.  Neste artigo vamos explicar para você o que é fundamental que você saiba sobre essa modificação na legislação trabalhista.

Primeiras coisas, primeiro

Mas, primeiramente, o que vem a ser a terceirização? Considera-se um vínculo terceirizado sempre que uma empresa transfere qualquer uma de suas atividades para uma pessoa jurídica de direito privado prestadora de serviços.

Outra coisa que é preciso entender é a diferença entre atividade-fim e atividade-meio. Essa diferença vai ser importante para entender o resto do artigo. Entende-se como atividade-fim toda aquela relacionada ao produto final da empresa; e como atividade-meio todas aquelas que não se relacionam ao produto final da empresa, como atividades meramente operacionais ou de rotina. Por exemplo: um consultório de Psicologia; ele tem como atividade-fim o atendimento psicológico dos pacientes propriamente dito e como atividade-meio todas aquelas ações que não são relacionadas a este atendimento — como limpeza, administração contábil, entre outras.

A nova lei da terceirização permite terceirizar atividades-fim

A primeira informação que você precisa saber é que antes de ser sancionada esta lei não era permitido que uma empresa terceirizasse suas atividades-fim. Entretanto, não havia nenhum tipo de lei específica quanto à isso. O que orientava decisões jurídicas eram jurisprudências e tão somente isso. Agora, com esta nova disposição legal, fica posto que qualquer empresa pode terceirizar suas atividades-fim.

A nova lei moderniza a legislação trabalhista

Com esta nova lei, a justiça do trabalho tem muito mais clareza de quais práticas empresarias são permitidas ou não. Trazendo luz para os juristas tomarem as decisões mais corretas possíveis apoiadas na legislação.

A nova lei elimina custos organizacionais

Com a não necessidade de engendrar laboriosos processos de contratação, agora é uma possibilidade ao gestor optar por negociar com uma empresa de prestação de serviços que intermediará a contratação de um profissional especializado. Fomentando a maior geração de empregos. Além do que, os custos admissionais e demissionais ficam a cargo da empresa terceirizada, significando outra redução nos custos. Contudo, continua sendo de obrigação da contratante arcar com todos os salários e encargos, como contribuição à previdência (INSS), FGTS, férias remuneradas, décimo terceiro, etc.

Quanta informação, eu preciso saber dessas coisas?

Não. Você não precisa O que de mais importante eu preciso saber sobre a Lei da Terceirização? 1

O que você precisa é de uma Contabilidade que se preocupa com todas essas coisas e te deixa com tempo para focar no seu trabalho. O que você precisa é Ficar Tranquilo. Somos uma Contabilidade Online completa e humanizada. Cuidamos de toda a burocracia, como cálculo de impostos e gestão contábil.

Para outras perguntas, consulte nosso time, temos a solução certa para você!

Talvez você ainda tenha mais alguma dúvida sobre Emissão de Notas, Abertura de Empresas, Desenquadramento ou qualquer outra burocracia, não é mesmo?
Quando se trata da nossa empresa e futuro profissional é preciso ter certeza de cada informação e poder confiar no parceiro contábil que te dê mais segurança.
Pergunte o que precisar para quem tem prazer em te ajudar e é especialista em PJs e Freelancers.
Nosso foco é criar soluções inteligentes para contabilizar impostos e burocracias para você ser contador de novas histórias.
Entre em contato com alguém do nosso time ou deixe seu número ou email que entramos em contato e diga adeus à Burocracia!