10 conselhos para quem vai trabalhar como PJ pela primeira vez

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter

Ter coragem de se tornar PJ é para poucos. A liberdade financeira de empreender muitas vezes se perde em meio às obrigações jurídicas.

De fato, não vamos negar que a vida de PJ tem seus desafios. Mas, o problema é não saber lidar com as adversidades. Um novo mundo começa e você precisa se habituar a ele.

Então, o melhor conselho que você poderia receber hoje é ler este artigo com outros 10 conselhos incríveis para todo PJ que está começando nesse mundo. Confira!

1. Não aceite pejotização

A pejotização é quando você mantém a relação de trabalho que um funcionário de carteira assinada, ainda que seja um PJ. Por isso, o primeiro conselho é: não comece um relacionamento que exija os seguintes vínculos:
● regularidade de dias e horários fixos — como funciona para quem “bate ponto”;
● submissão às ordens do empregador;
● exigência para o comparecimento constante na empresa;
● imposição quanto ao método de trabalho.

2. Peça a remuneração em dobro

Um dos maiores motivos que fazem as empresas contratarem um PJ é fugir das obrigações legais regidas pela CLT. Por isso, você precisa receber, pelo menos, o dobro do que um funcionário receberia, tendo em vista que também perderá os benefícios que uma carteira assinada proporciona.

3. Aprenda a negociar

Valorize sua mão de obra e aprenda a negociar sua hora de trabalho para não ficar no prejuízo. Ainda que o PJ não tenha direitos como um funcionário CLT, nada impede que você negocie alguns benefícios, como ticket-alimentação ou bônus por metas.

4. Fique atento ao contrato

Antes de assinar o contrato de prestação de serviços, é fundamental prestar atenção nas cláusulas e tirar todas as dúvidas. Isso evita desgastes por falta de clareza contratual e define as obrigações de ambos os lados.

5. Se posicione como um PJ

Algumas empresas se acostumam com a relação patrão-funcionário e querem levar isso para o PJ. Então, se posicione como um prestador de serviço e coloque limites quanto a condições, prazos e comunicações.

6. Negocie um plano de salário

O dissídio coletivo é o motivador mais utilizado para as empresas concederem aumento. Como o PJ não tem um sindicato que luta por seus direitos, ao acordar um aumento progressivo você evita correr riscos com uma remuneração congelada.

7. Faça uma previdência privada

Na ausência de benefícios como seguro-desemprego e auxílio-doença, o PJ precisa garantir a escassez de recursos financeiros devido a eventuais ausências. Por isso, vale a pena investir em previdências privadas para ter mais segurança.

8. Crie seu próprio FGTS

A perda do FGTS é um dos maiores motivos para que profissionais pensem duas vezes antes de se tornar PJ. Contudo, ao considerar que o FGTS equivale a 8% sobre o salário, por que não fazer esse recolhimento em um investimento com liquidez imediata?

9. Construa Networking

Outro conselho também muito importante ao empreendedor jurídico é ter visão estratégica. Assim, você constrói bons relacionamentos com fornecedores, clientes e parceiros. Logo, evita concentrar todos os seus esforços em uma única empresa. Afinal, o maior meio de contratação ainda é a indicação.

10. Contrate uma boa assessoria contábil

A vida de PJ tem também requer conhecimento sobre legislações específicas e atenção a prazos com obrigações para recolhimento de tributos e declarações obrigatórias. Por isso, se tudo isso parece cansativo e complicado, o melhor a fazer é contratar uma contabilidade que tire suas dúvidas e cuide de toda a burocracia para você.

Se tornar PJ é um passo importante na vida de toda pessoa que sonha empreender. Ao seguir nossos conselhos você realizar as ações certas e tem mais chance de êxito.

Por falar em ações certas, você já conhece o nosso time de especialistas da Fica Tranquilo? Então, conheça agora e descubra como podemos ajudar você.

A parceria que você precisa no novo mundo do trabalho

Ter que se preocupar com Emissão de Notas, Abertura de Empresas, Desenquadramento ou qualquer outra burocracia acaba com a sua produtividade e sua tranquilidade. Ainda mais quando toda sua atenção está em se preparar com eficiência para um mundo de transformação digital e humana.
A Fica Tranquilo é mais que uma contabilidade online. Somos parceiros dos nossos clientes e existimos para fornecer a eles a estrutura e suporte contábil que eles precisam para ter vantagem competitiva nesse novo cenário.
Nosso foco é criar soluções inteligentes para contabilizar impostos e burocracias para você ser contador de novas histórias.
Entre em contato com alguém do nosso time ou deixe seu número ou email que entramos em contato e diga adeus à Burocracia!