Qual o significado de Freelancer, Freela e Frixo?

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter

Você já deve ter ouvido falar essas palavras em algum momento: freelancer, freela e frixo. Certo?

O mundo precisa de trabalhos freelance

Nos dias de hoje esses verbetes fazem não só parte do nosso cotidiano familiar bem como do nosso cotidiano profissional. E daqui para frente se farão ainda mais presentes. O mundo está mudando e as relações de trabalho também. Especialistas afirmam que estamos atravessando a quarta revolução industrial, na qual estão sendo introduzidos elementos de Big Data, flexibilizações nos ambientes de trabalho, e recursos de inteligência artificial.

Diante deste cenário é importante que você saiba que as velhas relações entre funcionário e empresa estão sendo substituídas por novas. Mais modernas, que respeitam a demanda do empregador e empregado. Como a nova lei da terceirização, já explicada nesse blog.

Vamos te explicar usando um exemplo concreto: A agência de marketing digital fictícia “ideias geniais” atende hoje 4 empresas. Tem 2 redatores, 1 programador, 1 designer, 1 especialista em analytics e SEM e 1 Social Media Manager. É gerenciada pelo Roberto, dono do negócio. Com o aquecimento do mercado de marketing digital surgiu 1 novo cliente que precisa de um serviço de criação de conteúdo para seu blog de culinária. Roberto sabe que cada redator só dá conta de 2 clientes, e que será preciso de outro funcionário para esse serviço pontual. Porém, ele não quer ter que contratar mais um empregado porque como dito antes se trata de um job específico e ele não tem garantia de que o cliente continuará com ele ou que surgirão novos serviços do tipo.

Roberto precisa de um freelancer. Ele entrou em contato com uma plataforma que oferta trabalhos para freelancers como a trampos.co e br.freelancers.com e encontrou Caio, um redator freelancer.

Freelancer é um profissional liberal

O termo vem do inglês “free” + “lancer“e uma tradução literal seria algo como “lanceiro livre”. Livre por não ter nenhum vínculo rígido com quem está contratando. Lanceiro em alusão à pontualidade da ação dele. Assim, é um profissional que pode livremente fazer esses “lances” em diferentes empresas ao mesmo tempo.

Em resumo, um freelancer é um profissional liberal que não trabalha em um lugar específico e sim vive conforme os jobs que aparecem. Sem renda fixa e livre para assumir novos “lances” sempre que a oportunidade aparece.

Termo em uma frase: “O Carlos é Freelancer“.

Curiosidade histórica: a palavra deriva das atividades que mercenários exerciam na idade média, participando de operações militares para quem os pagassem sem necessariamente estar rigidamente ligados à uma ou outra coroa. O termo apareceu pela primeira vez em um livro do Sir Walter Scott no século 19.

Freela é uma gíria para freelancer

Na prática é a mesma coisa que o freelancer, recebendo um nome diferente só por informalidade. Podendo se referir tanto ao profissional que faz o trabalho quanto ao job propriamente dito. Confira exemplos de utilização em frases “Estou fazendo uns Freelas” / “Surgiu um freela maneiro para mim!” / “Agora eu sou freela“.

Frixo é o freela fixo

Vamos voltar ao exemplo de Roberto. No início da sua empresa ele contratava seus funcionários no regime tradicional CLT e isso gerava uma série de obrigações e complicações para ele e seu funcionário, gerando dificuldades e fazendo Roberto até mesmo desanimar de novas contratações para expandir a empresa. Com o tempo ele descobriu que poderia empregar seus funcionários como Pessoas Jurídicas, os famosos PJs. Nesse regime tudo era mais fácil, ele poderia realocar boa parte do dinheiro que seria destinado à impostos direto para o funcionário, facilitando também operações fiscais e processos de contratação.

Como no universo atual do mercado digital quase todos os profissionais estão dispostos a fazer trabalhos “por fora”, eles podem ser considerados como freelancers. Mas um freelance, ou freela, que trabalha em uma só empresa como PJ não é bem um freela porque ele está ligado à uma empresa em particular. A solução para isso é o surgimento de um novo termo, o frixo.

O frixo é aquele profissional que atua como freela mas de modo fixo em uma empresa ou organização que o contratou.

Mas frixo também pode se referir ao Carlos se o seu job se estender por mais de 6 meses e for full-time.

Para outras perguntas, consulte nosso time, temos a solução certa para você!

Talvez você ainda tenha mais alguma dúvida sobre Emissão de Notas, Abertura de Empresas, Desenquadramento ou qualquer outra burocracia, não é mesmo?
Quando se trata da nossa empresa e futuro profissional é preciso ter certeza de cada informação e poder confiar no parceiro contábil que te dê mais segurança.
Pergunte o que precisar para quem tem prazer em te ajudar e é especialista em PJs e Freelancers.
Nosso foco é criar soluções inteligentes para contabilizar impostos e burocracias para você ser contador de novas histórias.
Entre em contato com alguém do nosso time ou deixe seu número ou email que entramos em contato e diga adeus à Burocracia!