Dicas de gestão financeira para PJ

Uma boa gestão financeira para PJ é um dos segredos para o sucesso de toda e qualquer empresa, independente do seu porte.

Por sinal, os problemas de gestão financeira estão entre as principais causas do encerramento precoce das atividades de boa parte das empresas.

Para que tenhamos uma ideia, estatísticas do IBGE apontam que 6 em cada 10 empresas encerram suas atividades em até 5 anos, boa parte delas, em função de dificuldades financeiras.

Sabendo disso, a Fica Tranquilo decidiu separar algumas dicas de gestão financeira para PJ que podem fazer toda a diferença para o seu negócio.

1.Separe as finanças pessoais e empresariais

Um dos erros clássicos da gestão financeira para PJ, consiste na vinculação das contas e despesas pessoais e empresariais.

Para uma boa gestão financeira, é fundamental que o empresário saiba separar as suas finanças na condição de pessoa física do financeiro da empresa.

Essa separação acontece por meio da definição de um pró-labore, retirada mensal dos sócios, como remuneração pelos serviços prestados à empresa.

O pró-labore deve ser depositado mensalmente na conta bancária pessoal do sócio, não sendo permitido o uso de outros recursos da empresa para fins pessoais.

2.Controle as entradas e saídas

Para uma boa gestão financeira a PJ também deve manter um controle preciso sobre todas as suas entradas e saídas de recursos financeiros.

Esse controle pode ser realizado por meio de softwares de gestão financeira, ou até mesmo por planilhas do Excel, desde que todos os lançamentos possam ser categorizados e organizados de forma correta e precisa.

3.Projete o fluxo de caixa

Não basta apenas controlar as entradas e saídas de recursos financeiros, uma gestão financeira para PJ, também depende de uma boa projeção de fluxo de caixa.

A projeção de fluxo de caixa permite que gestores avaliem a posição financeira da empresa em períodos futuros, evitando, por exemplo, que a empresa assuma despesas que não possam ser cumpridas.

Uma projeção de fluxo de caixa organizada e precisa é uma das ferramentas mais importantes para evitar o endividamento da empresa, mantendo a estabilidade financeira dos negócios.

4.Acompanhe relatórios e indicadores

Quando o assunto são dicas de gestão financeira para PJ, outro ponto importante é o acompanhamento periódico de relatórios e indicadores.

Todo empresário que almeja o sucesso precisa acompanhar de perto os relatórios e indicadores dos seus negócios, principalmente aqueles ligados à gestão financeira.

  • Demonstrativo de fluxo de caixa (DFC);
  • Demonstrativo de Resultado de Exercício (DRE);
  • Relatório de Contas a Pagar e a Receber;
  • Retorno sobre o Investimento – ROI.

5.Estabeleça uma reserva de emergências

Por fim, quando o assunto são dicas de gestão financeira para empresas, é importante considerar a construção de uma reserva de emergências.

Você pode separar de 5% a 10% do lucro líquido da empresa para construir uma reserva de emergências em uma aplicação segura e de alta liquidez como os títulos de renda fixa.

Sendo assim, caso apareça algum tipo de imprevisto, a sua empresa não precisa recorrer a empréstimos e financiamentos com juros elevados.

Gostou das nossas dicas? Então, salve o blog da Fica Tranquilo Contabilidade nos favoritos e tenha acesso a outras novidades.